Liga Brasileira de Free Fire

Uma das equipes mais tradicionais do cenário, a paiN Gaming chega com mudanças para disputar a primeira temporada da Liga Brasileira de Free Fire (LBFF). Além de contar com os já conhecidos UBiTa, Anon, Geerty e VG, a organização anunciou a contratação de dois novos reforços para a temporada, sendo eles o ex-GOD, Black00, e o ex-PM, Rood. A apresentação dos novos jogadores foi feita dias depois da paiN anunciar que os irmãos VN e Vitin estariam de saída do elenco.

Dotada de uma agressividade fora do comum, a paiN é, sem sombra de dúvidas, um dos times mais fortes do cenário nacional, mesmo que os últimos resultados da equipe não sejam dos melhores. Representante do país ao lado de LOUD e Corinthians na Copa América de Free Fire, a paiN terminou o campeonato na nona colocação e performou muito abaixo do que sempre é esperado da equipe, apresentando problemas de comunicação e erros de execução em diversos momentos do torneio.

O ano de 2019, no entanto, não foi ruim para a paiN. O time venceu a segunda temporada da antiga Pro League e terminou a edição seguinte na terceira colocação, ficando apenas 30 pontos atrás da vice-campeã LOUD na grande final.

Equipe titular da paiN Gaming sofreu mudanças desde a última final da antiga FFPL

Leia também: De olho na LBFF #1: o que esperar da LOUD?

Ter adicionado peças novas a um elenco já forte e com experiência competitiva pode trazer o incentivo e o ânimo que faltavam a paiN. Diferente dos times brasileiros que hoje figuram o topo do mundo, a paiN nunca se reinventou. Desde sempre o time manteve o mesmo estilo de jogo e a mesma estratégia. Embora tenha funcionado até certo ponto, hoje não funciona mais, e a reinvenção é o principal ponto a ser trabalhado pelo time de UBiTa – que inclusive segue como o principal nome do time.

Por outro lado, a habilidade individual dos jogadores da equipe é um dos pontos que favorece a paiN. Todos os jogadores são muito bons, e juntos, na mesma página, podem fazer história na primeira edição da LBFF. Por se tratarem de jogadores experientes, conhecimento de rotação e posicionamento tanto em Bermuda quanto em Purgatório também são qualidades que, apesar dos problemas citados, mantêm a paiN em alto nível.

Em suma, a paiN Gaming segue como uma das potências do país e continuará dando muito trabalho na liga nacional. As mudanças feitas pelo time foram precisas e tanto Black00 quanto Rood possuem capacidade para substituir com maestria os irmãos VN e Vitin. Geerty já se provou ser um jogador constante e Anon deixou de ser promessa, sendo hoje uma peça importante na equipe.

Conseguindo abusar de novas formas de jogo e se conectando na mesma página, o elenco tem tudo para tomar os holofotes da LBFF e voltar com tudo em busca do topo na cena brasileira.