Japa explica estilo de jogo da Team Liquid e projeta próxima etapa: “vamos provar que não estamos aqui para brincadeira”

Emblemático, Jonatha "JapaBKR" Pereira foi eleito melhor jogador e um dos protagonistas da temporada, que terminou com os Cavalos liderando a tabela com...

Depois de tropeçar como B8 no ano passado, o elenco agora Team Liquid conquistou no último final de semana o título de campeão da primeira etapa da Liga Brasileira de Free Fire (LBFF). Emblemático, Jonatha “JapaBKR” Pereira foi eleito melhor jogador e um dos protagonistas da temporada, que terminou com os Cavalos liderando a tabela com um total de 1619 pontos. Logo após conquistar o seu primeiro título brasileiro, o paraibano conversou com o site e contou qual a sensação de levantar um dos troféus mais desejados do momento.

“Muito gratificante [a sensação de ser campeão brasileiro]. Eu já venho treinando para isso a muito tempo, fui muito mal na última temporada da Pro League e isso me deu ainda mais forças para correr atrás do título no domingo”, disse Japa.

Team Liquid comemora título da 1ª etapa da LBFF (Foto: Cesar Galeão/Garena)

Das equipes que disputavam a parte de cima da tabela, a Team Liquid era a mais cotada ao título, mas o desempenho apresentado pela equipe nas primeiras quedas decisivas não foi dos melhores. Entre os problemas que mais afetaram o time, Japa destacou o cansaço mental causado pelo formato da competição. Em determinado momento, ele e seus companheiros passaram a desacreditar do título e se viram ameaçados na primeira colocação.

“Imaginamos sim [que poderíamos ficar sem o título]”, disse, rindo. “Estávamos desempenhando mal e o único motivo pelo qual a Vivo Keyd não passou a gente foi porque eles também não estavam em um dia bom”, continuou.

“O cansaço mental foi a nossa maior dificuldade. Por se tratar de um torneio muito longo, precisa-se de muita paciência e autocontrole para sempre tomar boas decisões e manter a calma caso algo dê errado. Trabalhar em cima disso nos ajudou bastante”, completou.

Embora cansativo, o novo formato proposto pela Liga Brasileira tornou o campeonato mais dinâmico e competitivo, analisou o campeão. Durante algumas partidas, a Team Liquid chegou a ser alvo de crítica por causa do estilo de jogo que adotou, trabalhando mais o posicionamento em mapa ao invés de eliminações. Japa acredita que a mudança no estilo de jogo foi um dos pontos relevantes para a conquista do título e avaliou como necessário a postura adotada pela sua equipe.

“Com essa mudança na contagem de pontos, todas as equipes mudaram o seu jeito de jogar. Isso [a mudança no formato] fez com que pegar uma posição melhor, mesmo com poucos abates, fosse mais rentável a longo prazo. O novo formato meio que obriga você a ter um jogo mais tático e estratégico para obter bons resultados”, pontuou.

Mesmo que a próxima etapa ainda não tenha data para começar, Jonatha comentou que as expectativas da Team Liquid estão em alta e a meta é se provar ainda mais. Despreocupado com as críticas, Japa cravou que o estilo de jogo do seu time permanecerá o mesmo até segunda ordem e traçou o que precisará ser trabalhado para a próxima etapa, que contará com seis equipes a mais na disputa.

“Por enquanto, nada precisa ser mudado [na forma de jogar da Team Liquid]. O que faremos é analisar todos os times e trabalhar em cima deles. Estamos com boas expectativas para a próxima temporada e vamos provar que não estamos aqui para brincadeira”, concluiu.

Categorias: Free Fire, LBFF
Tags: , , ,

Deixe um comentário!